CAMPANHAS

A CAMPANHA é uma importante etapa do trabalho do PCT, na qual realizamos uma viagem de curto prazo, normalmente com a duração de um final de semana, levando uma equipe de missionários de várias igrejas para dar suporte às igrejas locais na evangelização de sua cidade.

Para que a cidade receba a campanha, desenvolvemos um trabalho prévio de unidade, fortalecimento e amadurecimento das igrejas locais que intitulamos de "PRÉ-CAMPANHA". Neste processo temos um passo-a-passo que nos possibilita a preparação das igrejas locais e ainda uma melhor leitura da situação da cidade para que possamos traçar estratégias de abordagens e atuação dentro da campanha. Assim, cada missionário da equipe pode atuar como cooperador de Deus em sua missão de salvar o mundo de maneira eficaz.

Além disso, na fase que chamamos de PÓS-CAMPANHA, retornamos à cidade para auxiliar as igrejas locais no discipulado das pessoas que aceitaram a Cristo.

Conheça abaixo, com mais detalhes, cada fase do trabalho evangelístico do PCT.


Para saber como foram todas as campanhas anteriores, clique aqui.

Pensando na potencialização do trabalho evangelístico do PCT, optamos por identificar um “campo missionário” que reúna um grupo de cidades vizinhas com menos de 5% de cristãos evangélicos e trabalhar nele até que todas as suas cidades sejam alcançadas.


Por que trabalhar assim? 

- Potencializa os resultados e o impacto do trabalho: Por se tratar de impactos evangelísticos de curta duração, trabalhando em uma região específica, o efeito na propagação do evangelho é mais abrangente. 

- Melhora a logística das viagens: Viabilizando a obtenção da infraestrutura necessária, tais como locais para hospedagem da equipe, equipamentos de som, liberação de alvará junto aos órgãos públicos, etc. 

- Otimiza o contato com pastores e lideranças locais: Um pastor compartilha com o outro sobre o resultado do trabalho desenvolvido em sua cidade, auxiliando assim, na aceitação e desenvolvimento do trabalho.

 

Uma vez que as igrejas locais tenham entendido o propósito do projeto e aceitado trabalhar em unidade, iniciamos a fase que chamamos de INCUBADORA.

Trabalhamos neste momento o fortalecimento da visão do trabalho e o desenvolvimento das igrejas para a realização da campanha evangelística.

Este desenvolvimento se dá em 3 etapas:

1º - Culto da Unidade

Neste culto, fortalecemos ainda mais a visão de Reino, na qual a Igreja, como um corpo, deve se mover em unidade.

2º - Treinamentos

Adoração, Unidade e Evangelismo são os pilares de trabalho do PCT. Baseado nestes pilares, são realizados três treinamentos (adoração e intercessão / evangelismo / discipulado) para fortalecer e equipar as igrejas locais. 

3º - Adoração e Intercessão

Juntamente com as igrejas locais envolvidas, realizamos um dia de adoração e intercessão pela cidade, pois entendemos que esta é a chave para tocar o coração de Deus e ganhar uma cidade para Cristo. Cremos que, através das nossas orações e súplicas, o SENHOR se moverá e realizará seus feitos.

Quando chegamos nesta etapa acontece a concretização de todo o trabalho que temos desenvolvido junto com as igrejas. Neste momento, as igrejas locais já tem experimentado os frutos de caminharem em unidade e aqui estreitarão os laços ainda mais.

A campanha evangelística geralmente acontece aos finais de semana. 

Para servir e apoiar as igrejas nessa missão reunimos em média uma equipe de 80 missionários, (dois ônibus) que saem de Belo Horizonte na sexta-feira.

O trabalho na cidade inicia-se no sábado pela manhã, e as frentes de trabalho do PCT se dividem nas seguintes categorias:

PCT Kids: Atua no evangelismo com crianças, e as ações são: brincadeiras direcionadas, pintura de rosto, escultura de balão, contação de história, teatro, etc.

PCT Ide: Atua no evangelismo pessoal de porta em porta, e as ações são: visitas aos lares, às zonas rurais, asilos, centros de saúde, centros de recuperação, delegacias e etc.

PCT Teen: Este ministério tem o foco no discipulado. Recruta adolescentes cristãos que tem o coração queimando por missões, treina esses adolescentes, acompanha e direciona, para que sejam testemunhas efetivas de Cristo, em missão ou em qualquer área de sua vida.

PCT Intercessão: Atua na intercessão pela cidade à partir de um mapeamento espiritual realizado anteriormente pela equipe da intercessão juntamente com os lideres das igrejas locais na fase do primeiro contato. 

PCT Louvor: Atua servindo a equipe nos momentos de cultos internos e no momento de adoração no impacto evangelístico que acontece em local público, no sábado a noite. O PCT entende que a adoração é a meta, mas também é o combustível de missões.

PCT Logística: Atua para viabilizar toda a infraestrutura necessária para a realização da campanha. No desenvolvimento dos trabalhos da campanha as ações são: organização das demais equipes, viabilização de som, acompanhamento da limpeza, zelar pelo cumprimento da programação proposta, etc.

PCT Comunicação: Atua na cobertura e divulgação de todos os processos da campanha. As ações são: fotografia, filmagem, coleta de relatos, etc.

 

No primeiro contato com uma das cidades dentro do nosso campo missionário, procuramos os pastores das igrejas locais e os convidamos para uma reunião, na qual apresentamos o projeto, suas frentes de trabalho e o histórico das campanhas já realizadas. 

 

Neste momento, é apresentado a eles o principal requisito para sediar a campanha, que é trabalhar em unidade. Só realizamos a campanha em cidades nas quais as igrejas entendem a importância do trabalho em unidade e se unem para evangelizar a cidade. Inicia-se então um período no qual os pastores das igrejas envolvidas se reúnem semanalmente para orar pela evangelização da cidade. 

Nessa etapa do processo, após passarmos pelo culto da unidade, pelos treinamentos e pelo dia de adoração e intercessão, entendemos que o trabalho chegou ao nível de maturação necessário para realização da campanha de evangelização da cidade. 

Nesse ponto viabilizamos toda a estrutura para campanha, que inclui: hospedagem da equipe de missionários (geralmente em escolas, igrejas, creches, etc), alimentação, liberação de alvará para realização de eventos em espaço público juntos aos órgãos responsáveis, etc.

Vemos toda a organização da logística para a campanha como mais uma oportunidade das igrejas se moverem em unidade.

Ao final de uma campanha evangelística, entregamos às lideranças das igrejas locais fichas com dados de pessoas que aceitaram a Cristo, seja por meio do evangelismo de porta em porta, do evangelismo infantil ou do impacto evangelístico que é realizado no sábado à noite em local público.

Nesta fase de pós campanha, acompanhamos as igrejas no desenvolvimento do discipulado dessas pessoas, pois entendemos que o discipulado é uma das ferramentas mais importantes para o amadurecimento da fé cristã, uma vez que uma pessoa que tem sua fé desenvolvida, influencia o meio em que vive, sendo um agente de transformação, como um verdadeiro discípulo de Cristo.

Esse acompanhamento é realizado no período de um ano, com três visitas previstas: três, seis e doze meses após a campanha. São avaliados os resultados de todo o trabalho, possibilitando a identificação de melhorias e por fim é gerado o relatório final de todo o processo.

Ao longo deste período, poderão também ser realizadas mais visitas de acordo com as necessidades de cada igreja, visando dar o apoio necessário para fortalecimento do trabalho por meio de treinamentos, pregações e palestras.